Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \20\UTC 2012

all-together

Depois do meu post nostálgico sobre serenatas e lembranças da juventude, tenho que admitir… não é fácil envelhecer.
Existem ainda muitos tabus sobre a velhice e a morte, sendo a primeira considerada quase um eufemismo para a segunda. Poucas pessoas gostam de falar sobre isso, a não ser quando se torna necessário.
Mas é possível enfrentar as duas com dignidade. Especialmente se estamos ao lado das companhias certas.
Querem ver isso com muita clareza? Assistam ao emocionante “E se vivêssemos todos juntos?”, de Stéphane Robelin.
O filme trata de velhice, proximidade da morte, solidão. Mas acima de tudo, fala de parceria, otimismo, alegria de viver e, sobretudo, de amizade incondicional.

O fotógrafo Claude é um feliz Don Juan da terceira idade. Mas quando ele sofre um ataque cardíaco, seu filho decide colocá-lo num asilo. Isso soa como um estopim curtíssimo para seus amigos.
Ao vê-lo preso numa cama dessa chamada “Casa de Repouso”, eles se unem e resolvem tirá-lo de lá. Fogem então com ele em uma cadeira de rodas, para dividirem o mesmo teto, numa espécie de república muito bem humorada.
Juntos, eles esperam que seus últimos anos de vida seja algo maior e mais significativo que a triste espera pelo inevitável.
A convivência, claro, nem sempre é pacífica, mas é repleta de momentos de amizade, companheirismo e solidariedade.
Entre passeios e vinhos, lágrimas e risadas, eles compartilham preciosos momentos de lembranças e recordações e até mesmo alguns segredos um tanto inconvenientes.
Todos tem pressa. Viver o aqui e agora é imperioso. Estarem juntos é imprescindível. Eles sabem que estão indo todos para o mesmo lugar, mas isso não vai impedi-los de viver intensamente cada um dos dias que lhes restam.
Uma lição de vida, amor, amizade, solidariedade e coragem.

É difícil envelhecer? Sim. Mas em “E Se Vivêssemos Todos Juntos?” aprendemos que esse pode ser um final feliz pra quem tem coragem de viver de verdade.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: